quarta-feira, 6 de maio de 2009

Gateira em Ucanha

Foto: Ucanha, Tarouca O relacionamento entre o homem e o animal já é antigo. No Douro, o gato faz parte da família, gozando de um estatuto especial. Não sendo capado, nesta região ainda se ouvem as serenatas do gato nas frias noites de Janeiro. No Douro o gato caça ratos, não come comida enlatada. No Douro o gato é tão rafeiro como o cão da rua que o persegue. No Douro o gato é livre. Sinais dessa liberdade e da cumplicidade que estabelece com o homem são as gateiras que ainda se vão mantendo no fundo das portas.
Rafael Carvalho / Mai2009

2 comentários:

Villager disse...

Gostei muito deste post...uma homenagem ao humilde gato. Eu diria que e' bem merecida.

Rafael Carvalho disse...

Villager,
homenagem ao gato, homenagem à sua liberdade...
Cumprimentos.