sexta-feira, 9 de abril de 2010

Casa Branca de Gramido

Foto: Gramido, Gondomar
+ CASA BRANCA DO GRAMIDO - Aqui foi assinada, em Junho de 1847, a Convenção de Gramido, que pôs fim à "revolução da Maria da Fonte". Sobranceira ao rio Douro, na sua margem Norte, a Casa Branca do Gramido foi reconstruída no âmbito do projecto POLIS. A reconstrução respeitou o precedente. Propriedade da Câmara Municipal de Gondomar, distribuído pelos três pisos conta com uma sala de exposições, um núcleo documental, uma sala de conferências, um bar/cafetaria e um espaço polivalente. Envolta num espaço requalificado, saiu-lhe a sorte grande! Foi-lhe dada, e bem, uma segunda oportunidade!...
Rafael Carvalho / Abr2010
Saiba mais sobre a Convenção do Gramido, clicando aqui .

7 comentários:

Júlia Galego disse...

Bela casa e feliz destino que lhe calhou em sorte.
Cumprimentos

Rafael Carvalho disse...

Júlia,
infelizmente nem todas as casas "com esta categoria" têm o mesmo destino.
Cumprimentos.

Anónimo disse...

Parece ser um espaço bem reabilitado e com oportunidades de ser fruído. E convém não esquecer a nossa História (neste caso a Patuleia), por muito distante que esteja.

patrimonius.blogs.sapo.pt

Rafael Carvalho disse...

Patrimonius,
Numa altura em que muito do nosso património está ao abandono, é sem sombra um exemplo a seguir...
Cumprimentos.

Liliana disse...

Houvesse mais casas destas e o nosso Portugal arquitectónico seria bem mais bonito. É de louvar iniciativas destas, que recuperam o passado e o enquadram numa actualidade onde a diferença já não tem lugar.

Rafael Carvalho disse...

Liliana,
palavras sábias...

Anónimo disse...

A Convenção de Gramido não pôs fim a Revolta da Maria da Fonte mas sim à insurreição da Patuleia, uma guerra civil que opôs Cartistas e setembristas em 1846/47.