segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Azenha em Bigorne

Foto: Bigorne - Lamego
+ Em busca de recantos perdidos, na última Primavera rumei à Serra de Montemuro. Entre paisagens naturais e humanizadas, vi por lá muita coisa interessante. Não sendo propriamente uma novidade para mim, deliciei-me com o verde dos lameiros, prados de lima regados sob a acção da gravidade. Junto a um desses lameiros deparei-me com a azenha – moinho movido a água - da imagem. Achei curiosa a cobertura de colmo, outrora muito empregue na região.
Rafael Carvalho / Ago2010

10 comentários:

Quase Blog da Li disse...

Rafael, não conhecia o termo azenha...
E a cobertura nunca vi nada parecido.
E a fartura de pedras! Elas me atrem sempre.
Na primeira vez que estive na península Ibérica o que mais me chamou atenção foram esses muros de pedras. Depois, as casas...

Imagens lindas!
Bom dia pra você!

Rafael Carvalho disse...

Li,
também eu gosto dos muros de pedra.
Em Portugal ainda existem alguns locais onde é aplicado colmo na cobertura das casas. O colmo é o caule de algumas gramíneas.
Cumprimentos para as terras de Vera Cruz.

AC disse...

lindissimo o local, verdinho verdinho! e a azenha também, com o arco em ogiva muito arranjadinha e o telhado em colmo, coisa rara..
beijinhos

Júlia Galego disse...

Muito bonito. A azenha parece estar bem conservada. Será que ainda funciona?

Rafael Carvalho disse...

Ac,
com o calor do Verão a apertar,o verde efectivamente transmite uma certa noção de frescura...
Cumprimentos.

Rafael Carvalho disse...

Júlia,
quando estive no local, todo o mecanismo que faz rodar a mó aparentava estar em bom estado. Deduzo pois que a azenha ainda funciona.
Cumprimentos.

Armando Ferreira disse...

Conheço bem este moinho de rodízio, também chamado em algumas regiões de azenha, embora este seja o nome mais indicado para o moinho de água de roda exterior vertical. Este é um típico moinho de montanha, construído em granito e com telhado de colmo, sendo um belo exemplar do moinho comunitário e de uso sazonal. Pensamos que será utilizado pelos habitantes de Gosende. Esperemos que não caia no abandono e na degradação, pois trata-se de um belo engenho implantado num local aprazível e de fácil acesso. Abraço.

Rafael Carvalho disse...

Armando,
relativamente a moinhos e azenhas, tenho efectivamente muito a aprender.
Cumprimentos.

JP Nascimento disse...

Na zona de Montalegre (Terras de Barroso), ainda existem algumas casa com telhados de colmo e até colmeias. Em breve vou postar no meu blog umas colmeias dessas.

Abraços,
JP Nascimento

Rafael Carvalho disse...

JP,
aguardo por essas belezas.