segunda-feira, 3 de maio de 2010

Velha aldraba em casa nova...

Foto: Aldeia de Cima - Armamar + Passados alguns meses a blogar casas alheias, chegou o momento de começar a blogar em casa própria. Referem-se as imagens a duas aldrabas, presentes em duas das portas da minha casa nova. Votadas ao abandono recuperei-as a tempo. Anacronismo! Penso que não… Quando a electricidade falha, e não só, substituem com primor a campainha eléctrica. A maia dependurada foi lá posta na véspera do dia 1º de Maio. Dita a tradição que tal acto seja feito, sob pena do burro, personificação do diabo, entrar em casa. Não vá o diabo tecê-las! …
Rafael Carvalho / Mai2010

6 comentários:

Júlia Galego disse...

Bela aldraba e linda a cor da porta.
Cumprimentos

Rafael Carvalho disse...

Obrigado Júlia.

AC disse...

muito bonita sim senhor... a conjugação de cores está fantástica ;)

Rafael Carvalho disse...

AC,
o uso do vermelho foi outrora muito divulgado por estes lados, na pintura de portas e janelas.
Actualmente caiu em desuso.
Cumprimentos.

Liliana disse...

Anacronismo nenhum! Uma interligação bem conseguida entre passado e presente.
Por aqui também existe a tradição das maias na porta, mas diz-se que é para o burro não comer o pão - porque o padeiro ainda deixa o pão na porta... :)

Rafael Carvalho disse...

Liliana,
sobre as maias são várias as versões...
...a diversidade é boa!
Cumprimentos.